Bem a bíblia também nos adverte sobre o pecado de pregar falsos testemunhos Êxodo 20:16) eu como membro da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias conhecidos comos os mormons identifiquei algumas falsidades neste post .

Por exemplo, é falso de que o "livro do Mórmon resume a sua principal doutrina" pelo contrário o Livro de Mórmon é somente uma das obras que consideramos canónica. Também consideramos a Bíblia, o Doutrina & Convênios e a Pérola de Grande Valor como obras canónicas.

Quem colocou este post só demonstrou que não passa de um ignorante e que só fala do que não entende e naturalmente não será surpreendente que considere o evangelho de Jesus Cristo como "confuso". Como se costuma dizer é muita areia para a sua cabeça.

É verdade que a Igreja teve problemas com a doutrina do casamento plural (aka poligamia), porém não deveremos esquecer que a poligamia foi muito comum e amplamente descrita na bíblia como prática usual entre os grandes patriarcas. Porém não é verdade que tivemos problemas por considerar a raça negra como inferior, pelo simples motivo de que nunca existiu nenhuma doutrina desse tipo. Os inimigos da Igreja adoram citar frases proferidas por antigos líderes da Igreja que não passam de opiniões dos mesmos sobre um assunto extra-doutrinal. Não devemos esquecer que a sociedade dos EUA no Sec XIX encontrava-se dividida relativamente à questão da escravatura (tanto é que tiveram uma guerra cívil) e a Igreja tinha membros que eram a favor e outros contra.

A maior parvoíce que foi escrita neste post é a de que nos "anos 70 foram acusados de trabalhar para a CIA em todo o mundo e de ter participado na derrocada de Salvador Allende no Chile e do general Torrijas no Panamá."

A acusação em si é sem fundamento e provavelmente terá tido origem por na altura a maior parte da obra missionária ser composta por norte-americanos.
Hoje em dia dos 14 milhões de membros (com tantos membros dificilmente podemos considerar esta igreja como uma seita) mais de 50% reside fora dos EUA.

A Igreja é completamente apartidária e os seus membros são incentivados a serem bons cidadãos e estes exercem opções políticas dentro de todos os parâmetros políticos tanto de esquerda como de direita.
Cesar a 22 de Fevereiro de 2012 às 09:41

Sobre a poligamia, se quiseres, podemos esmiufrar ainda mais a coisa...

Passando agora para o racismo, lê Nephi 5:20-24: "e por serem brancos, notavelmente formosos e graciosos, e para que não seduzissem a meu povo, o Senhor Deus fez com que sua pele se tornasse escura. E assim diz o Senhor Deus: Eu farei com que sejam repugnantes a teu povo, a menos que se arrependam de seus pecados. E amaldiçoada será a semente daquele que se misturar com a semente deles; E por causa da maldição que pesava sobre eles, tornaram-se um povo preguiçoso, cheio de maldade e astúcia, que se dedicou a caçar as feras do deserto". Agora vais-te contorcer todo para me explicares que isso é simbólico ou que a interpretação não é assim linear porque não existe racismo na seita ou então é porque, como disseste, são opiniões dos antigos líderes que com certeza deixaram a seita porque gostavam imenso daquilo! A Bíblia diz que "não pode haver grego nem judeu, circuncisão nem incircuncisão. bárbaro, cita, escravo, livre; porém Cristo é tudo em todos" (Col 3:11). Mas agora dizes-me: "ah e tal, mas nós temos negros na igreja e também líderes negros". Pois claro que têm! Precisam de esconder a verdade. A Rainha de Sabá também era negra e foi recebida com todas as honras por Salomão. Segundo a tradição, ela até teria coabitado com ele e gerado um filho de quem o ditador Haile Salassie se dizia descendente. Em 1985, Joseph F. Smith, descendente do Smith principal, declarou no seu livro "The Way of Perfection" (O Caminho da Perfeição) que os negros constituem uma "raça inferior" e até hoje o Livro de Mórmon declara que a cor negra é sinal de maldição, enquanto a cor branca é sinal de bênção. Vais negar isso? Ou é má interpretação da minha parte?

Mas o pior mesmo é a hipocrisia que pregam. Qual é a visão mórmon acerca dos não mórmons, por exemplo, os católicos? Smith disse, em "History of the Church", que o "Meu objectivo ao dirigir-me ao Senhor era saber qual de todas as seitas estava certa, a fim de saber a qual me unir. Portanto, tão logo me controlei o suficiente para poder falar, perguntei aos personagens que estavam na luz acima de mim, qual de todas as seitas estava certa - e a qual me unir. Foi-me respondido que não me unisse a qualquer delas, pois estavam todas erradas". As Doutrinas e Convénios, outras formas de "revelação" em que vocês hereticamente acreditam, dizem: "Em verdade, em verdade eu te digo: Trevas cobrem a Terra e densa escuridão a mente do povo; e toda carne corrompeu-se diante de minha face." (Doutrinas e Convénios 112:23)

A verdade e a salvação está unicamente na única Igreja que Cristo fundou sobre Pedro: "Quem crer e for baptizado, será salvo; quem, porém, não crer será condenado." (Mc 16:16)
FireHead a 23 de Fevereiro de 2012 às 00:02

A segunda falsidade é de que não é doutrina da minha Igreja considerarmos a raça negra como inferior. Eu fartei-me de rir com a sua argumentação porque utilizou a chamada técnica do Eminem (a do filme que ele protagonizou), pôs-se a inventar as presumíveis desculpas que eu utilizaria para justificar uma doutrina racista. Sabe essa táctica pode ser engraçada para usar num filme e até ser útil para os rappers , mas neste caso não é mais do que uma falácia lógica. O Sr . pressupõe que é um facto assumido a nossa doutrina ser racista e nós estaremos a defender esse tipo de barbaridades. Pois não passa de mera presunção da sua parte, porque a doutrina mórmon não é racista. O próprio Livro de Mórmon diz claramente:

“Pois nenhuma destas iniquidades vem do Senhor, porque ele faz o que é bom para os filhos dos homens; e não faz coisa alguma que não seja clara para os filhos dos homens; e convida todos a virem a ele e a participarem de sua bondade; e não repudia quem quer que o procure, negro e branco, escravo e livre, homem e mulher; e lembra-se dos pagãos; e todos são iguais perante Deus, tanto judeus como gentios.” (II Nefi 26:33)

A maldição sobre os lamanitas teve a ver com a desobediência dos mesmos e não com a sua cor de pele. Como diz em Alma 3:14:

“Eis que amaldiçoei os lamanitas e marcá-los-ei, para que eles e seus descendentes sejam separados de ti e de tua semente de hoje em diante e para sempre, a menos que se arrependam de suas iniquidades e avoltem-se para mim, a fim de que eu tenha misericórdia deles”

Veja que a maldição é referida no passado e a “marca”, portanto a mudança de cor de pele, é referida no futuro. Portanto a maldição e a “marca” são coisas distintas, isto é a primeira uma condição espiritual e outra física que aconteceu posteriormente. Os lamanitas foram amaldiçoados pela sua desobediência (como todos os pecadores cuja maldição é de se afastarem de Deus) e não foram amaldiçoados com a pele escura. Eles ficaram escuros mais tarde, muito provavelmente porque os lamanitas terão se misturado com aborígenes locais com pele mais escura, essas diferenças preveniam o povo Nefita de se misturar com os lamanitas e consequentemente não ficarem na mesma condição espiritual dos lamanitas. Portanto a cor escura no livro de mormon é referido mais num contexto cultural e descritivo. Não é uma questão doutrinal, no máximo só mostra que dois povos não se misturaram porque eram inimigos e muito fruto dessa inimizade resultaria de diferenças culturais e físicas.

Bem depois o Sr . tenta provar que temos como doutrina a inferioridade da raça negra, apesar de o ter avisado do uso dessa falácia, o Sr . Insistiu em citar um antigo presidente da Igreja. Devo dizer-lhe que escolheu um argumento fraco (há melhores LOL). O livro Caminho da Perfeição foi escrito em 1931 (não em 1985 como o Sr . escreveu) e nessa altura Joseph Fielding Smith não era presidente da Igreja (só o foi 20 anos depois de escrever o livro, isto é em 1951). Não deixa de ser curioso que ele em 1962 já como Presidente da Igreja afirmou:

“Os Santos dos Últimos Dias, normalmente designados como Mórmons, não têm qualquer animosidade em relação aos negros. Nem sequer os descrevem como pertencendo a uma raça inferior” (Deseret News 14/06/1962). Repórteres na altura perguntaram a aparente contradição com o que tinha escrito há 20 anos atrás e este reafirmou o que a Igreja não considera a raça negra como inferior e o uso desse termo será infeliz e não fazendo justiça às capacidades dessas pessoas (Look Magazine 22/10/1963). Portanto Smith diferenciou claramente o que é doutrina da Igreja das suas opiniões pessoais que aparentemente ele terão mudado durante os vinte anos que decorreram desde a publicação do seu livro.

Quanto à 3ª falsidade que eu assinalei, mais propriamente dos mormons andarem a conspirar com a CIA para o derrube dos governos, o Sr . nem sequer tocou no assunto. Também é tão espafúrdia! LOL
Cesar a 25 de Fevereiro de 2012 às 18:41

Ainda bem que te riste com a "2ª falsidade". Eu também me ri imenso com as coisas que dois élderes me disseram certa vez quando vieram cá a casa, já há uns bons anos atrás. Saíram aqui os dois de trombas sem conseguirem responder às perguntas que tínhamos. O meu irmão até usava o livro do mórmon gentilmente oferecido pelos élderes para auxiliar uma das pernas da mesa que estava partida, que era para ela não cair.

O livro do mórmon tem contradições? A "falácia lógica" deve significar tapar o sol com a peneira... e muita, mas muita, interpretação pessoal. Sola Scriptura também em relação ao livro do mórmon??

Em relação à CIA, o que é me importa na verdade se conspiram ou deixam de conspirar? A Maçonaria é de longe muito pior que os mórmones...

Não vale a pena estar a discutir com alguém quando os argumentos que são apresentados são rotulados de anti-mormon, pois assim torna-se "one way discussion". Como diz o ditado, se te baixas ao nível de um louco e discutires com um, ele vence-te por causa da experiência que tem.

E grave mesmo, como eu disse, é a Gnose do mormonismo... e isso não mereceu refutação. E se Smith mudou durante os 20 anos que decorreram após a publicação do seu livro então é porque é grave também. O Maomé também era assim.

Posto isto, amigo, ficamos assim: eu na minha e tu na tua. Se estás feliz assim entre os mórmones, porquê mudar?
FireHead a 26 de Fevereiro de 2012 às 00:58

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres