«Seibo no Kishi» (Cavaleiro da Imaculada)
03
Nov 12
publicado por FireHead, às 01:29link do post | Comentar

Ser católico não é necessariamente ser santo. Aliás, este argumento da necessidade de santidade por parte dos católicos é um argumento do revolucionário mais radical: “o bom católico, se for coerente, tem que dar a outra face” — dizem eles amiúde, aproveitando-se do argumento para desferir mais uma lambada.

 

Há pessoas que pensam que um bom católico, colocado perante a iniquidade da sociedade, não deve fazer outra coisa senão rezar: o bom católico deve ser bem educado, polido nas palavras, perfeito como Deus, e não reagir à iniquidade de outro modo senão através da oração.

 

Porém, num convento, há os frades que tratam da Missa diária que eleva o espírito, e os que tratam da cozinha que mantém os estômagos aconchegados. Todos são necessários, uns de um modo e outros de outro, para manter o convento em harmonia. Um mau cozinheiro de um convento, que não saiba, por exemplo, como tratar o perú para o Natal da confraria, é tão nocivo para a irmandade quanto o frade que desafina no coro da Missa do Galo.

 

 

Fonte: perspectivas


Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

16


28
29
30


Links
Pesquisar blogue
 
blogs SAPO