«Seibo no Kishi» (Cavaleiro da Imaculada)
11
Out 12
publicado por FireHead, às 22:40link do post | Comentar

 

"Indícios cada vez mais numerosos, provenientes de vários lugares, atestam o gradual desenvolvimento de uma ampla e progressiva manobra, dirigida por habilíssimos chefes aparentemente muito piedosos, cujo objectivo é eliminar o Cristianismo que foi ensinado e vivido durante dezanove séculos, a fim de o substituir por um Cristianismo, ‘dos novos tempos’. A religião pregada por Jesus e pelos Apóstolos, intensamente posta em prática por Santo Agostinho, São Bento, São Domingos, São Francisco, Santo Inácio de Loyola, é febrilmente corroída para que venha a desaparecer; e para que então se imponha em vez dela uma nova religião, sonhada pelos gnósticos de todos os tempos, a que já se chama, aqui ou ali, ‘o Cristianismo adaptado aos novos tempos’. O Cristianismo dos ‘novos tempos’ assentará na divindade cósmica e nos direitos do homem; terá como dogmas do seu ‘Credo’ o monismo evolucionista com progresso indefinido, a liberdade humana sem limites e a igualdade universal, com cambiantes de ‘fé’ cientista, teosófica e ocultista, que variarão conforme os ambientes. Terá como moral obrigatória a ‘adaptação’, ou seja, o ‘conformismo’, com a proibição de toda e qualquer ‘frustração’ e o dever de satisfazer todos os instintos e todos os impulsos; a finalidade última da vida eterna será afastada e substituída pelas ‘realidades terrenas’ que o obscurantismo dos dezanove séculos tinha posto de quarentena e que são hoje ‘reabilitadas’ com grande zelo. Neste Cristianismo ‘novo’, Jesus, os Apóstolos, as definições e as directivas emanadas do Magistério da Igreja durante dezanove séculos passarão a ser simples memórias, como valor exclusivamente ‘histórico apologético’: anéis da cadeia de uma evolução indefectível que só terminará quando o homem, tendo-se tornado o Ser perfeitíssimo, for reabsorvido na infinidade do Todo" (Mons. Antonino Romeo, da Sagrada Congregação para os Seminários e as Universidades, que em Janeiro de 1960 escreveu um artigo em que nos informa sobre como ele via a situação da Igreja).

 

Fonte: O Concílio Vaticano II: uma história nunca escrita, Roberto Mattei, Caminhos Romanos, 2012


Outubro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

14
19

23
26
27



Links
Pesquisar blogue
 
blogs SAPO