«Seibo no Kishi» (Cavaleiro da Imaculada)
28
Mar 12
publicado por FireHead, às 19:44link do post | Comentar
Quando o pastor se transforma em lobo, compete primeiramente ao rebanho defender-se. (D. Guéranger, L’Anneé Liturgique, na festa de S. Cirilo de Jerusalém)

É possível e até necessário criticar os ensinamentos do Papa, se não estiverem suficientemente baseados na Escritura e no Credo, ou seja, na Fé da Igreja Universal. (O Novo Povo de Deus, S. Paulo, Paulinas, 1974, pg. 140) - Cardeal Ratzinger, hoje Papa Bento XVI

É lícito resistir ao Pontífice que tentasse destruir a Igreja. Digo que é lícito resistir-lhe não fazendo o que ordena e impedindo a execução da sua vontade. (De Romano Pontífice, lib. II, c. 29) - São Roberto Belarmino
 
Quando o Soberano Pontífice fulmina uma sentença de excomunhão que é injusta ou nula, não se deve recebê-la. (São Roberto Belarmino)
 
Se o Papa baixar uma ordem contrária aos bons costumes, não se há-de obedecer-lhe; se tentar fazer algo manifestamente contrário à justiça e ao bem comum, será lícito resistir-lhe. (De Fide, dist. X, sect. VI, n.16) - Suarez
 
Se, como absolutamente não cremos, escolherdes uma outra via, e vos negardes a confirmar as decisões de nossa paternidade, valha-nos Deus, pois assim nos estareis afastando de vossa obediência. (citado por Bouix, Tract. de Papa, t. II, p. 650) - São Godofredo de Amiens e São Hugo de Grenoble
 
Anatematizamos Honório, que não ilustrou esta Igreja Apostólica com a doutrina da Tradição Apostólica, mas permitiu, por uma sacrílega traição, fosse maculada a Fé imaculada (...) e não extinguiu, como convinha à sua autoridade apostólica, a chama incipiente da heresia, mas a fomentou por sua negligência. (Denz. Sch. 563) - Papa São Leão II
 
O Espírito Santo não foi prometido aos sucessores de Pedro para que, pela Sua revelação, pudessem gerar nova doutrina, mas para que, pela Sua assistência, pudessem inviolavelmente guardar e fielmente expor a Revelação, ou Depósito de Fé, entregue pelos Apóstolos. - Concílio Vaticano I
 
Nem sempre é exacto dizer de maneira um pouco simplista: "onde está o Papa está a Igreja", ou "é necessário obedecer ao Papa sem restrições mesmo no âmbito em que ele não é infalível". Esta solução é mais fácil e mais cómoda. De facto, quando o Papa aborda certos assuntos reformáveis, mesmo em união com um Concílio, ele não pode engajar, e de facto não engaja, a plenitude da sua Autoridade Suprema. Ele não é, portanto, Papa em toda a extensão do sentido em que entendemos a fórmula "onde está Pedro está a Igreja". Em tempos tranquilos e serenos, isto não suscita nenhum problema especial. Em tempos de crise, porém, a coisa já não é mais assim. É, portanto, perfeitamente concebível, em certos momentos difíceis, que um Cristão que goze de especial clarividência, como Santo Atanásio no tempo do Arianismo, se separe das opções oficiais feitas pela Hierarquia em sua maioria (...). Isto não significa de modo algum que se separe da Igreja ou mesmo da comunhão com o Papado, no sentido mais misterioso e profundo da palavra, mesmo se, em tal caso particular, esse Papa decretasse o contrário e proferisse uma excomunhão. (citado em L’Obéissance dans l’Eglise, Lucien Méroz, Ed. Martin, conf. Le Chardonnet, jun/1990) - Cardeal Charles Journet
 
Por alguma fissura, a fumaça de Satanás está no templo de Deus: a dúvida, a incerteza, o questionamento, a preocupação, a insatisfação, o afrontamento surgiram. (...) Nós pensávamos que o amanhã do Concílio seria um dia ensolarado para a Igreja. Porém, encontramos novas tempestades. Nós procuramos cavar novos abismos ao invés de aplaná-los. Que aconteceu? Nós vos confiaremos o nosso pensamento: foi um poder contrário, do diabo, este ser misterioso, inimigo de todos os homens, qualquer coisa de sobrenatural, que veio apodrecer e secar os frutos do Concílio Ecuménico e impedir que a Igreja brilhe em hinos de alegria por ter descoberto a sua própria consciência. (Y. Chiron, op. cit. p. 320)

Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

14

18
24

26
27
29


Links
Pesquisar blogue
 
blogs SAPO